Economia sem complicação, na RBA Litoral

Estivemos mais uma vez conversando com Pascoal Vaz na Manhã RBA Litoral, com apresentação de Rodrigo Bertolino e Tânia Maria. Desta feita, dois temas tiveram destaque: o descaminho brasileiro para o mapa da fome e o desemprego crescente. Abordamos o primeiro ponto sob a ótica da oferta de alimentos no mercado interno e tratamos daContinuar lendo “Economia sem complicação, na RBA Litoral”

Não Há Vagas

Ferreira Gullar, 1963 O preço do feijãonão cabe no poema. O preçodo arroznão cabe no poema.Não cabem no poema o gása luz o telefonea sonegaçãodo leiteda carnedo açúcardo pão O funcionário públiconão cabe no poemacom seu salário de fomesua vida fechadaem arquivos. Como não cabe no poemao operárioque esmerila seu dia de açoe carvãonas oficinasContinuar lendo “Não Há Vagas”

Uma reflexão para o cair da tarde*

No Brasil, um brasileiro acordou e desligou o despertador fabricado na China, que marcava 8 horas da manhã. Calçou seu chinelo feito no Paraguai, tomou um banho quente no chuveiro elétrico também chinês e enxugou-se em uma toalha da Indonésia. Fez café na cafeteira importada do Japão e procurou trabalho no seu computador feito naContinuar lendo “Uma reflexão para o cair da tarde*”

Duas chagas

Em meio à plêiade de avaliações do desenvolvimento da pandemia global e seus efeitos sobre a nossa gente, a difícil arte de filtrar os comentários relevantes, para não dizer do descarte imediato das tristemente famosas fake news, mostra-se um exercício conveniente para estes tempos de isolamento social. Segundo o portal do governo italiano dedicado aoContinuar lendo “Duas chagas”