A emancipação nacional

Getúlio Vargas, em cadeia radiofônica nacional 31 de janeiro de 1954 Capítulo 17 do Pensamento Nacional-desenvolvimentista Ao iniciar o quarto ano de seu governo – que viria a ser o último de sua vida, Getúlio dirigiu-se aos ouvintes para explicar que seu programa de defesa dos valores do trabalho brasileiro estava em curso e nãoContinuar lendo “A emancipação nacional”

Radiografia do “modelo brasileiro de desenvolvimento”

No Capítulo 9 do Pensamento Nacional-desenvolvimentista vem a conclusão de “Brasil: radiografia de um modelo”, de 1974, em que Nelson Werneck Sodré disseca as correlações entre o capitalismo monopolista de Estado dos centros econômicos globais e a estrutura repressora aplicada sobre a sociedade brasileira. Como se verá, a sanha repressiva atual tem muito de suaContinuar lendo “Radiografia do “modelo brasileiro de desenvolvimento””

Nelson Werneck e as raízes históricas do nacionalismo brasileiro

O General Nelson Werneck Sodré foi, além de servir ao Brasil na instituição castrense, economista, historiador e escritor sobre as coisas do nosso país. Ligado ao ISEB no final dos anos 1950, sua profícua obra pela afirmação da cultura e o desenvolvimento nacional mereceu dois destaques no Pensamento Nacional-desenvolvimentista. Aqui tratamos do Capítulo 8, correspondenteContinuar lendo “Nelson Werneck e as raízes históricas do nacionalismo brasileiro”

Euzébio Rocha e a independência energética do Brasil

Poucas situações na história do Brasil foram tão atinentes à questão da ingerência estrangeira sobre o “ser nacional” de Álvaro Vieira Pinto como o debate sobre a exploração do petróleo em subsolo pátrio. Em 1987, o Constituinte de 1946 e autor da Lei nº 2.004, que autorizou a criação da Petrobrás, Euzébio Rocha, contou aContinuar lendo “Euzébio Rocha e a independência energética do Brasil”

Deter o fascismo já

Márcio Sotelo Felippe, 31.5.2021 A classe média sente-se mal. Envenena-se pelo ressentimento. Há uma crise econômica. Uniformizada, ela toma as ruas. Um arranjo parlamentar põe no poder um governo de direita. A classe média não ganha nada, mas o grande capital é logo recompensado. Trabalhadores perdem direitos e salários. Politicas de proteção a idosos sãoContinuar lendo “Deter o fascismo já”

Guerreiro Ramos e a sociologia brasileira

Alberto Guerreiro Ramos, mulato nascido na Bahia, foi assessor do presidente Getúlio Vargas em seu segundo governo e um dos fundadores do Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB). No centro oficial de estudos da nacionalidade, foi um dos ideólogos do trabalhismo, durante os governos Juscelino e Jango. Segundo Ramos, era moda entre muitos de seusContinuar lendo “Guerreiro Ramos e a sociologia brasileira”

Estão destruindo a nossa maior empresa: a Petrobrás!

Paulo Cesar Ribeiro Lima, ex-engenheiro da Petrobrás e consultor legislativo lembrou que a Petrobrás era uma empresa fantástica, diversificada, integrada do poço ao posto, mas que agora está sendo destruída. Com informações da Hora do Povo “Este último presidente da Petrobrás aprofundou e destruiu de fato o maior projeto nacional. Na minha visão, a PetrobrásContinuar lendo “Estão destruindo a nossa maior empresa: a Petrobrás!”

Fala dos inconfidentes mortos

Cecília Meirelles Romanceiro da Inconfidência Poema final, após 85 romances Treva da noite, lanosa capa nos ombros curvos dos altos montes aglomerados… Agora, tudo jaz em silêncio: amor, inveja, ódio, inocência, no imenso tempo se estão lavando… Grosso cascalho da humana vida… Negros orgulhos, ingênua audácia, e fingimentos e covardias (e covardias!) vão dando voltasContinuar lendo “Fala dos inconfidentes mortos”

Movimento internacional de capitais desfavorável ao Brasil

O magnata inglês Barão de Rothschild proferiu a tristemente famosa lição sobre a acumulação financeira nos anos 1820, enquanto fazia fortuna às custas da batalha de Waterloo: Compre quando existir sangue nas ruas, mesmo se for o seu O também magnata John D. Rockefeller reproduziu o ensinamento um século mais tarde, um formador de fortunaContinuar lendo “Movimento internacional de capitais desfavorável ao Brasil”

Política externa independente para o novo projeto de desenvolvimento nacional

A Cátedra Claudio Campos, da Fundação Maurício Grabois, deu seguimento ao seminário “Nacional-desenvolvimentismo e o novo projeto de desenvolvimento nacional“, tratando na segunda rodada da política externa independente e a defesa nacional. Ao abrir os trabalhos, o titular da cátedra Nilson Araújo rememorou as bases getulistas do nacional-desenvolvimentismo, em que o investimento público, o aumentoContinuar lendo “Política externa independente para o novo projeto de desenvolvimento nacional”