Misticismo ou ciência?

Márcio Aurélio Soares, no Jornal da Orla, A gripe espanhola no Brasil Durante a Gripe Espanhola surgiram tratamentos considerados “infalíveis”. Segundo os cientistas, a espécie humana teria surgido há uns 350 mil anos no leste da África. O Homo sapiens, como ficou sendo chamado o que é o homem moderno de hoje, é o resultado deContinuar lendo “Misticismo ou ciência?”

O individualismo e a sociologia da ignorância

Giovana Girardi reuniu dois cientistas em seu artigo “Negacionismo prevalece no País mesmo com piora da pandemia; especialistas explicam por quê”, publicado no Estadão. Suas fontes conjuminaram fatores contribuintes para que “o negacionismo siga forte e acabe minando os esforços para combater a pandemia de covid-19”, que encerra prematuramente mais de duas mil vidas todosContinuar lendo “O individualismo e a sociologia da ignorância”

Ciência contra o obscurantismo e as desigualdades

Em seus diálogos com a comunidade, o Observatório Judaico dos Direitos Humanos Henry Sobel escalou a historiadora Lucia Chermont para mediar conversa com três cientistas candidatos à Câmara Municipal de suas cidades: Carol Moreira (12051, em Porto Alegre), Gui Cohen (40100, no Rio de Janeiro) e Mariana Moura (65300, em São Paulo). A líder paulistanaContinuar lendo “Ciência contra o obscurantismo e as desigualdades”

Pandemia nos ensina que sem ciência não há futuro

Mais uma vez nos servimos do saber do pesquisador Ergon Cugler*, da USP, que ressalta aqui o papel da ciência em preservar a humanidade viva e avançando na História. Não é demais lembrar que o genoma do vírus foi sequenciado por uma cientista brasileira, da mesma forma que a multiplicação dos testes em 16 vezesContinuar lendo “Pandemia nos ensina que sem ciência não há futuro”