Prevenir, mais que curar

Não contaminar, não deixar contaminar, educar quem contamina O curso da Natureza tem levado à queda do ritmo de contágio e, com o esforço das equipes de saúde, da quantidade de doentes que vão a óbito por causas correlacionadas ao Covid-19. Isso não significa que novos milhares de mortes não estejam anunciados para quem nãoContinuar lendo “Prevenir, mais que curar”

Não, Bolsonaro não é desenvolvimentista

Publicado originalmente em José Luis Oreiro:
José Luís Oreiro questiona, em seu artigo, a análise de que o presidente Jair Bolsonaro se converteu ao desenvolvimentismo: “Trata-se de um governo sem rumo ou norte na política econômica” Recentemente, devido à polêmica criada pela possibilidade de “flexibilização” do teto de gastos para dar espaço fiscal ao aumento…

Família mal-agradecida?

Lauro Jardim apôs nota em O Globo sobre circulação monetária: Uma família de São Paulo acaba de enviar ao exterior a módica quantia de R$ 50 bilhões (são bilhões mesmo). Tudo legal e regular. Tanto que apenas de ITCMD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação) pagou R$ 2 bilhões (sim, são bilhões mesmo). Deixemos ao contenciosoContinuar lendo “Família mal-agradecida?”

Economia sem complicação, na RBA Litoral

Estivemos mais uma vez conversando com Pascoal Vaz na Manhã RBA Litoral, com apresentação de Rodrigo Bertolino e Tânia Maria. Desta feita, dois temas tiveram destaque: o descaminho brasileiro para o mapa da fome e o desemprego crescente. Abordamos o primeiro ponto sob a ótica da oferta de alimentos no mercado interno e tratamos daContinuar lendo “Economia sem complicação, na RBA Litoral”

Façanha do amigo de Bolsonaro é o retrato de seu governo

O Chefe de Redação da Hora do Povo, dr. Carlos Lopes, combinou o domínio da psiquiatria com a avaliação do que há de mais baixo na história da República. Lembrando da famosa expressão popular “encher o rabo de dinheiro”, Lopes mostra a generalidade do escatológico comportamento nas rachadinhas, depósitos para a primeira-dama e chocolaterias. JáContinuar lendo “Façanha do amigo de Bolsonaro é o retrato de seu governo”

A crise financeira de Estados e Municípios

Após a conclusão, em Setembro de 2020, do nosso curso sobre o Dinheiro, sua história e a acumulação financeira, a Escola Nacional de Formação da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) traz José Carlos de Assis para tratar da situação fiscal subnacional. Nas primeiras duas de quatro aulas, o professor, economista e doutorContinuar lendo “A crise financeira de Estados e Municípios”

Língua-mãe

Quem saboreou o significado de o frigir dos ovos, certamente vai apreciar este novo conto transcrito das redes sociais, sem autoria identificada. Uma nova homenagem ao português falado no Brasil. Com “s”. Tudo bem, “bowl” é uma palavra arredondada, quase esférica. Mas, podendo dizer a saborosa e recipiente “cumbuca”, a sonora e amigável “pote”, aContinuar lendo “Língua-mãe”

O dilema das redes

Ganhou fama o documentário da Netflix “Dilema das Redes“, por seu suposto caráter revelador das intimidades das mídias sociais. O comentário de Maria Pereda* mostra o contrário. Segundo ela, os engenheiros saídos das gigantes do Vale do Silício mostram apenas o que os os antigos patrões querem que seja visto pelo público, de forma aContinuar lendo “O dilema das redes”

O capitalismo é a razão pela qual COVID-19 está devastando a América

Matthew Rozsa entrevistou Richard Wolff* A Salon debate o cotidiano estadunidense com dez milhões de visitantes únicos naquele país. A semelhança de devastação pandêmica entre o Brasil e os EUA e a íntima adoração do Presidente Jair Messias por tudo que vem de lá fazem merecer a nossa atenção à análise do economista Richard WolffContinuar lendo “O capitalismo é a razão pela qual COVID-19 está devastando a América”

Três Gráficos sobre os gastos com salários de servidores públicos

Publicado originalmente em José Luis Oreiro:
As figuras acima mostram a evolução dos gastos com os salários dos servidores públicos (ativos e inativos) da União, Estados e Municípios. No caso da União trata-se dos gastos com servidores civis e militares, ativos e inativos. Primeiro fato: os gastos com os servidores públicos da União estão estáveis…