No Brasil, a pior elite do planeta?

Segundo o jornalista Renato Ilha, do Seu Expediente, Paulo Mendes* aponta que a atual queda da moeda brasileira provoca um aumento de distorção econômica entre o cidadão trabalhador brasileiro em relação àqueles que trabalham com commodities (agropecuária e mineradoras) e moedas estrangeiras (bancos e agentes do Sistema Financeiro). A desvalorização incontrolada do Real, que temosContinuar lendo “No Brasil, a pior elite do planeta?”

Prepostos e Desmanche dos Bancos Públicos

Publicado originalmente em Blog Cidadania & Cultura:
No Brasil, o preposto é o representante ou o delegado, autorizado por alguém acima na hierarquia para representa-lo. Tem seu cargo dependente de autoridade superior – e na maioria, no caso do atual (des)governo, se dobram aos propósitos não republicanos do mandatário “Posto Ipiranga”, o inacreditável ministro da…

Elevação dos juros com a economia em recessão é burrice

A Hora do Povo consultou o economista Nilson Araújo de Souza para trazer aos leitores suas lições sobre a inflação atual do Brasil e a subida dos juros pelo Banco Central. Segundo o professor, “basta anunciar que a tendência dos juros básicos é de alta que começa a apontar para um impacto negativo na atividadeContinuar lendo “Elevação dos juros com a economia em recessão é burrice”

O Copom e o Negacionismo Econômico no Brasil

Publicado originalmente em José Luis Oreiro:
José Luis Oreiro* Há muito tempo venho insistindo em meus artigos de que o debate econômico no Brasil se processa como se nosso país tivesse caído numa falha de espaço-tempo (peço as devidas vênias aos Físicos por me intrometer na sua seara), tendo sido transportado para um universo paralelo…

Se a situação é de calamidade pública, por que a PEC emergencial não mexe nos juros, mas corta serviços públicos?

Enquanto os países desenvolvidos trabalham com 120% de suas receitas para combater as crises sanitária e econômica, e mesmo os emergentes se acreditam de 105%, o Brasil vai na contramão buscando limitar seus gastos em 95%, permitindo ao governante acionar cortes desde os 90% dos impostos arrecadados. Cortes sobre os direitos sociais, mas não sobreContinuar lendo “Se a situação é de calamidade pública, por que a PEC emergencial não mexe nos juros, mas corta serviços públicos?”

Autonomia do Banco Central e reforma administrativa na Manhã RBA Litoral

Logo mais às 9 horas estaremos na RBA Litoral para conversar sobre a autonomia do Banco Central, recém-aprovada pelo Congresso Nacional. O tema é controverso: de um lado, Marcos Verlaine crê no domínio completo da economia nacional pelo sistema financeiro; Marcos Lisboa, a seu turno, acha a nova autonomia ainda modesta. Segundo o próprio BancoContinuar lendo “Autonomia do Banco Central e reforma administrativa na Manhã RBA Litoral”

Política fiscal: fogo não se apaga com gasolina, mas com crescimento econômico

Em 27 de Janeiro o economista Rodrigo Orair, do Ipea, juntou-se aos mestres do Instituto de Economia da Unicamp Luiz Gonzaga Beluzzo e Ricardo Carneiro em aula magna sobre as questões fiscais de Estado nestes tempos de pandemia global. De plano, mais uma falácia oficial foi desmontada. As condições excepcionais de 2020 ensejaram, com apoioContinuar lendo “Política fiscal: fogo não se apaga com gasolina, mas com crescimento econômico”

Bancões e Banquetas: Leia a Pesquisa

Publicado originalmente em Blog Cidadania & Cultura:
No passado, jornal no dia seguinte só servia para “embrulhar peixe”. Aí, os peixeiros inovadores, para provar o peixe ser fresco, passaram a embrulhar com o jornal do dia! Hoje, jornais impressos estão deixando de ser lidos. E os digitais só têm suas manchetes lidas com vista-d’olhos em smartphones ou tablets.…

Reformas de Estado, só se for para reduzir juros e aumentar os serviços e investimentos públicos

A senhora Solange Srour, economista-chefe do banco Credit Suisse, assegura que a descontinuidade das reformas de Estado fará com que os juros, o câmbio e a inflação subirão, conforme matéria do UOL Economia. A chance de piora cresce se o teto de gastos for extrapolado. O que ela não conta é que, mesmo se asContinuar lendo “Reformas de Estado, só se for para reduzir juros e aumentar os serviços e investimentos públicos”

RBA: autonomia do BC e orçamento municipal em tempos de pandemia

Estivemos 17 de Novembro mais uma vez na Rádio Brasil Litoral para colaborar com o debate da Manhã Litoral, junto com Pascoal Vaz e sua Economia sem Complicação e os competentes radialistas Tania Maria e Rodrigo Bertolino. O papel do sistema financeiro nacional é definido na Constituição Federal. Dele se espera “promover o desenvolvimento equilibradoContinuar lendo “RBA: autonomia do BC e orçamento municipal em tempos de pandemia”