Qual é a inflação do Brasil?

De acordo com o Banco Central do Brasil, inflação ​”é o aumento dos preços de bens e serviços”, que “implica diminuição do poder de compra da moeda. A inflação é medida pelos índices de preços.” A autoridade monetária brasileira reconhece que são vários os índices que a mensuram, sendo eleito o IPCA do IBGE comoContinuar lendo “Qual é a inflação do Brasil?”

Mundo mais rico, humanidade mais pobre

A troca de mensagens ao lado indica que a economia global permitiu poupar uns duzentos bilhões de dólares durante a pandemia! Só que, além desse fator, os bilionários mundiais se apropriaram mais 3,7 trilhões antes distribuídos entre quem trabalha! Em solo brasileiro, a realidade concentradora de renda caminha no mesmo sentido. Conforme dados da Anbima,Continuar lendo “Mundo mais rico, humanidade mais pobre”

Financês

Publicado originalmente em Blog Cidadania & Cultura:
Charlatões agem como se tivessem algum conhecimento. Aprenderam a se apresentar, aparentemente, como os sábios. Conta-se uma estória para ilustrar. Um motorista de um ganhador do Prêmio Nobel da Química o acompanhava em uma turnê de palestras. Depois de assistir uma série delas, ele lhe disse já ser…

No Brasil, a pior elite do planeta?

Segundo o jornalista Renato Ilha, do Seu Expediente, Paulo Mendes* aponta que a atual queda da moeda brasileira provoca um aumento de distorção econômica entre o cidadão trabalhador brasileiro em relação àqueles que trabalham com commodities (agropecuária e mineradoras) e moedas estrangeiras (bancos e agentes do Sistema Financeiro). A desvalorização incontrolada do Real, que temosContinuar lendo “No Brasil, a pior elite do planeta?”

Prepostos e Desmanche dos Bancos Públicos

Publicado originalmente em Blog Cidadania & Cultura:
No Brasil, o preposto é o representante ou o delegado, autorizado por alguém acima na hierarquia para representa-lo. Tem seu cargo dependente de autoridade superior – e na maioria, no caso do atual (des)governo, se dobram aos propósitos não republicanos do mandatário “Posto Ipiranga”, o inacreditável ministro da…

Elevação dos juros com a economia em recessão é burrice

A Hora do Povo consultou o economista Nilson Araújo de Souza para trazer aos leitores suas lições sobre a inflação atual do Brasil e a subida dos juros pelo Banco Central. Segundo o professor, “basta anunciar que a tendência dos juros básicos é de alta que começa a apontar para um impacto negativo na atividadeContinuar lendo “Elevação dos juros com a economia em recessão é burrice”

O Copom e o Negacionismo Econômico no Brasil

Publicado originalmente em José Luis Oreiro:
José Luis Oreiro* Há muito tempo venho insistindo em meus artigos de que o debate econômico no Brasil se processa como se nosso país tivesse caído numa falha de espaço-tempo (peço as devidas vênias aos Físicos por me intrometer na sua seara), tendo sido transportado para um universo paralelo…

Se a situação é de calamidade pública, por que a PEC emergencial não mexe nos juros, mas corta serviços públicos?

Enquanto os países desenvolvidos trabalham com 120% de suas receitas para combater as crises sanitária e econômica, e mesmo os emergentes se acreditam de 105%, o Brasil vai na contramão buscando limitar seus gastos em 95%, permitindo ao governante acionar cortes desde os 90% dos impostos arrecadados. Cortes sobre os direitos sociais, mas não sobreContinuar lendo “Se a situação é de calamidade pública, por que a PEC emergencial não mexe nos juros, mas corta serviços públicos?”

Autonomia do Banco Central e reforma administrativa na Manhã RBA Litoral

Logo mais às 9 horas estaremos na RBA Litoral para conversar sobre a autonomia do Banco Central, recém-aprovada pelo Congresso Nacional. O tema é controverso: de um lado, Marcos Verlaine crê no domínio completo da economia nacional pelo sistema financeiro; Marcos Lisboa, a seu turno, acha a nova autonomia ainda modesta. Segundo o próprio BancoContinuar lendo “Autonomia do Banco Central e reforma administrativa na Manhã RBA Litoral”