No 1º trimestre de 2021, lucro dos grandes banco tem crescimento de 35,2% e dividendos são o quarto maior da amostra

A Economática provê uma plataforma de análise do desempenho das ações de empresas listadas em bolsa de valores, voltada à obtenção de ganhos em fundos de investimentos naquele mercado. Seus estudos, no entanto, revelam outro aspecto do capitalismo financeiro que quem não é acionista ou especulador do mercado secundário em regra fica só com aContinuar lendo “No 1º trimestre de 2021, lucro dos grandes banco tem crescimento de 35,2% e dividendos são o quarto maior da amostra”

No Brasil, a pior elite do planeta?

Segundo o jornalista Renato Ilha, do Seu Expediente, Paulo Mendes* aponta que a atual queda da moeda brasileira provoca um aumento de distorção econômica entre o cidadão trabalhador brasileiro em relação àqueles que trabalham com commodities (agropecuária e mineradoras) e moedas estrangeiras (bancos e agentes do Sistema Financeiro). A desvalorização incontrolada do Real, que temosContinuar lendo “No Brasil, a pior elite do planeta?”

Juros, tributos e o desequilíbrio do orçamento público

Inspirado no artigo de Suzart, Zuccolotto e Rocha* no Estadão – A mágica do orçamento desequilibrado: e agora, Mister M? Val Valentino, o Mister M, desvendava na TV os truques dos ilusionistas. Aos que desconhecem o processo orçamentário brasileiro, os autores resumem que “o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) deve ser encaminhado pelo PoderContinuar lendo “Juros, tributos e o desequilíbrio do orçamento público”

O desenvolvimento capitalista em cinco estações

Se bem captamos a essência da aula assistida à Nilson Araújo de Souza, são cinco os períodos do desenvolvimento capitalista que se pode registrar, desde a sua consolidação sobre as antigas relações feudais até a corrente mudança geopolítica do mundo, que anuncia a China como novo norte da evolução das forças produtivas sob predomínio deContinuar lendo “O desenvolvimento capitalista em cinco estações”

Produzir e extrair na economia global

Ladislau Dowbor O livro de Mazzucato apresentado por Dowbor revela como o parasitismo financeiro sobre a economia mundial tem formado as grandes e concentradas fortunas na atual quadra do desenvolvimento capitalista. A obra é relevante, pois mostra como é feita a acumulação da riqueza sem produzir, extraindo da Natureza coisa que não foi produto doContinuar lendo “Produzir e extrair na economia global”

Família mal-agradecida?

Lauro Jardim apôs nota em O Globo sobre circulação monetária: Uma família de São Paulo acaba de enviar ao exterior a módica quantia de R$ 50 bilhões (são bilhões mesmo). Tudo legal e regular. Tanto que apenas de ITCMD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação) pagou R$ 2 bilhões (sim, são bilhões mesmo). Deixemos ao contenciosoContinuar lendo “Família mal-agradecida?”

Indústria, desenvolvimento e trabalho

Os sete anos de regresso econômico do Brasil – segundo os economistas, foram três anos de recessão, três de estagnação e este de depressão – ficam evidentes quando o assunto é indústria. Os gráficos quadrigêmeos dos indicadores da Confederação Nacional da Indústria (edição relativa a junho de 2020) assim dizem: De 2014 a 2016 aContinuar lendo “Indústria, desenvolvimento e trabalho”

Schumpeter e o fim do capitalismo

Da pena de Margarita Rodríguez (BBC News Mundo) veio o artigo sobre a história e atualidade do austríaco Joseph Schumpeter, analista da evolução do capitalismo na primeira metade do século passado. Mestres de universidades estadunidense o citam como Freud e Darwin da Economia capitalista. Vários de seus colegas de hoje chegam a predizer os temposContinuar lendo “Schumpeter e o fim do capitalismo”

Mercado de Capitais hoje

Vimos que o mercado de capitais pode ser tanto um mecanismo de financiamento de novos empreendimentos como também mera fonte de especulação financeira. Como ele tem funcionado no Brasil de hoje? Segundo o presidente do Confecon, os investimentos estrangeiros configurariam como um dos pilares do desenvolvimento nacional. Como filosofava o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, seriaContinuar lendo “Mercado de Capitais hoje”

Juros mais altos na recessão – conclusão

No artigo introdutório, procuramos demonstrar que o dinheiro, a par de equivalente universal das mercadorias, é ele próprio objeto de intermediação mercantil. Nessa condição, o preço do dinheiro – a taxa de juros – deveria ser regulado pela famosa lei da oferta da procura do capitalismo. Assim, quanto menos dinheiro disponível, mais caro ele é.Continuar lendo “Juros mais altos na recessão – conclusão”