O intelectual orgânico do Estado e o Brasil desenvolvimentista

Rômulo de Almeida, por Alexandre de Freitas Barbosa O economista baiano é descrito como um brasileiro de ideia fixa, o desenvolvimento, e flexível na tática, de acordo com a realidade histórica vivida pelo país e os brasileiros. No capítulo 29 do Pensamento Nacional-desenvolvimentista sua trajetória entre nós é contada pelo também economista e historiador AlexandreContinuar lendo “O intelectual orgânico do Estado e o Brasil desenvolvimentista”

Rumo ao Estado Necessário

Críticas à proposta de governo para a reforma Administrativa e alternativas para um Brasil republicano, democrático e desenvolvido A Frente Parlamentar Servir Brasil e o Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) coligiram em livro a avaliação de quem faz acontecer as políticas públicas de Estado sobre o modelo aplicável ao Brasil. AContinuar lendo “Rumo ao Estado Necessário”

O papel da indústria em um novo projeto de desenvolvimento

A emancipação nacional e o desenvolvimento independente do Brasil demandam um parque industrial capaz de prover o país de bens e tecnologia sem depender exclusivamente da boa vontade do capital financeiro internacional para com o país. Com mediação de Abigail Pereira, a TV Grabois apresentou três economistas para debater o tema. O professor da UFRJContinuar lendo “O papel da indústria em um novo projeto de desenvolvimento”

O fortalecimento da Nação é o caminho, o socialismo é o rumo

Ao debate do Novo Programa Nacional de Desenvolvimento e da Plataforma Emergencial de Reconstrução Nacional faz-se necessário acrescentar o vigente Programa Socialista do PCdoB, aprovado em 2009 e sob atualização pelo partido. Na avaliação partidária, “o Brasil tem condições para se tornar uma das nações mais fortes e influentes do mundo. Um país soberano, democrático,Continuar lendo “O fortalecimento da Nação é o caminho, o socialismo é o rumo”

O Brasil na contramão do mundo

Romero, Carvalho, Queiroz e Moura, da UFMG Os economistas da academia mineira avaliaram a mudança do perfil exportador brasileiro do último lustro, para concluir que “a continuidade de políticas que priorizem o capitalismo predatório em detrimento do avanço em setores mais tecnológicos e mais limpos, além de gerar maior degradação ambiental, pode ser um entraveContinuar lendo “O Brasil na contramão do mundo”

Em seminário, especialistas discutem rumos da gestão de desempenho no setor público

Com informações do Apito Brasil “Avaliação de desempenho sim, mas sabendo para que serve o Estado. Queremos uma Administração Pública sustentável, digital, inclusiva e não adversarial”, afirmou o jurista e professor Juarez Freitas, ao participar de painel que integrou a programação do seminário virtual sobre Gestão de Desempenho no Setor Público, realizado pelo Sinal eContinuar lendo “Em seminário, especialistas discutem rumos da gestão de desempenho no setor público”

A emancipação nacional

Getúlio Vargas, em cadeia radiofônica nacional 31 de janeiro de 1954 Capítulo 17 do Pensamento Nacional-desenvolvimentista Ao iniciar o quarto ano de seu governo – que viria a ser o último de sua vida, Getúlio dirigiu-se aos ouvintes para explicar que seu programa de defesa dos valores do trabalho brasileiro estava em curso e nãoContinuar lendo “A emancipação nacional”

As riquezas naturais do Brasil e a industrialização

Getúlio Vargas, Minas Gerais, 1931 Poucos meses após o triunfo revolucionário de 1930 o presidente Getúlio Vargas visitava Minas Gerais, de cujo povo se esperava extrair o minério fundamental para a industrialização do Brasil. Na terra de Antonio Carlos e Olegário Maciel, Vargas explicou o que recebeu de seus antecessores e o esforço de primeiroContinuar lendo “As riquezas naturais do Brasil e a industrialização”

Euzébio Rocha e a independência energética do Brasil

Poucas situações na história do Brasil foram tão atinentes à questão da ingerência estrangeira sobre o “ser nacional” de Álvaro Vieira Pinto como o debate sobre a exploração do petróleo em subsolo pátrio. Em 1987, o Constituinte de 1946 e autor da Lei nº 2.004, que autorizou a criação da Petrobrás, Euzébio Rocha, contou aContinuar lendo “Euzébio Rocha e a independência energética do Brasil”

Anísio Teixeira e o anacronismo educacional

Todos os que sabem que a Terra é redonda e dispensam o “selo Decotelli” de Educação reconhecem o papel de Anísio Teixeira na formação de gerações de brasileiros. O portal Nova Escola o titula como o inventor da escola pública no Brasil e destaca que “o educador propôs e executou medidas para democratizar o ensinoContinuar lendo “Anísio Teixeira e o anacronismo educacional”