O Brasil e o mundo por Iso Sendacz – edição do 2º aniversário

Nossa página completa dois anos de publicações diárias. Mais de 80 mil visualizações, por mais de 50 mil brasileiros e cem 912 postagens, além de muitas outras interações nas redes sociais. Só aqui, são mais de 50 mil pessoas de 65 países . Agradeço, uma a uma, as visitas e comentários. E renovo nosso compromissoContinuar lendo “O Brasil e o mundo por Iso Sendacz – edição do 2º aniversário”

Bom Retiro, 138

Do seu loteamento original à condição de um dos bairros mais legais do mundo – o primeiro do Brasil! -, o Bom Retiro encerra muitas histórias. Localizado entre os rios Tietê e Tamanduateí, ele foi formado, no século 19, por algumas chácaras e sítios, como a “Chácara do Bom Retiro” que deu origem ao nomeContinuar lendo “Bom Retiro, 138”

Misérias e glórias do xadrez

Carlos Lopes Resgatamos os linques da obra-prima do Diretor da Hora do Povo, Dr. Carlos Lopes, assim por ele apresentada: “Misérias e glórias do xadrez” foi escrito e publicado em 2007, nas edições da Hora do Povo de 3 de outubro a 30 de novembro, em 18 partes – mais um post scriptum, publicado naContinuar lendo “Misérias e glórias do xadrez”

Anita Novinski

UM TRIBUTO Anita Waingort Novinski foi doutora em História e professora da Universidade de São Paulo. De acordo com Eva Blay, era “generosa e disponível, grande professora, marcou a USP de forma significante”. E foi pioneira na historiografia dos judeus no Brasil que, segundo o samba famoso, “começou nas Caravelas de Cabral”. No Brasil eContinuar lendo “Anita Novinski”

Alencar Furtado: quando o “talvez” foi uma denúncia

Publicado originalmente em Blog do Renato:
Cearense, que fez carreira política no Paraná, Alencar Furtado merece o reconhecimento do papel combativo que teve por toda sua vida, lutando contra o arbítrio e pela liberdade. Por Haroldo Lima As lutas libertárias são integradas e robustecidas por gestos intrépidos e fatos marcantes. Delas fazem parte uma música que…

Holocausto, Nazismo e Negacionismo – parte II

Na primeira parte desta matéria o centro da exposição de Ricardo Plaza e Haroldo Hirata recaiu sobre o nazismo e o holocausto em si. Em complemento, as palestras de Renata Plaza e Ângelo Nannini trataram da negação dos fenômenos por certa casta neonazista. O antropólogo mogiano baseou-se na trilogia de Richard Evans sobre o TerceiroContinuar lendo “Holocausto, Nazismo e Negacionismo – parte II”