Outra vez juntos para fazer o Sinal de +

Desde que ingressei no Banco Central do Brasil, admitido em 31.7.2006 após aprovação no concurso público iniciado um ano antes, duas foram as tarefas que espero ter desempenhado a contento: servir à sociedade, auxiliando o Brasil na conquista da estabilidade financeira; e perseguir a justa retribuição pecuniária à jornada laboral àqueles que ao Estado nacionalContinuar lendo “Outra vez juntos para fazer o Sinal de +”

CSP-Conlutas debate sobre autonomia do BC e privatização do petróleo e da água

Logo mais, às 19 horas, estaremos com Wilson Ribeiro, da CSP-Conlutas, conversando sobre a autonomia do Banco Central do Brasil. Ao nosso lado, Ary Girota e Israel Luz discorrerão sobre a independência mineral brasileira. Coletamos o que já tratamos a respeito do nosso tema, aos leitores que desejem se preparar mais para assistir. O adventoContinuar lendo “CSP-Conlutas debate sobre autonomia do BC e privatização do petróleo e da água”

RBA: autonomia do BC e orçamento municipal em tempos de pandemia

Estivemos 17 de Novembro mais uma vez na Rádio Brasil Litoral para colaborar com o debate da Manhã Litoral, junto com Pascoal Vaz e sua Economia sem Complicação e os competentes radialistas Tania Maria e Rodrigo Bertolino. O papel do sistema financeiro nacional é definido na Constituição Federal. Dele se espera “promover o desenvolvimento equilibradoContinuar lendo “RBA: autonomia do BC e orçamento municipal em tempos de pandemia”

Banco Central Utópico: Crítica ao Real

Publicado originalmente em Blog Cidadania & Cultura:
Andre de Melo Modenesi é professor associado ao Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisador do CNPq. Publicou artigo muito didático (Le Monde Diplomatique, 20 de agosto de 2020) sobre a atuação ideal da Autoridade Monetária de acordo com a teoria pós-keynesiana, MMT…

O insaciável apetite dos bancos

Paulo Kliass O Vermelho trouxe novo artigo de Paulo Kliass com análise sobre o setor financeiro no Brasil, ao qual cabe somente um complemento de nossa parte. Em países como os EUA e a China é dever do Banco Central nacional, ao par preservar o poder de compra da moeda e bom funcionamento sistema financeiro,Continuar lendo “O insaciável apetite dos bancos”

Eficiência modelar do servidor público

Quem já tinha conta-salário no século passado certamente lembra que era possível depositar um dinheiro em Porto Alegre em um conta corrente em Fortaleza e, no momento seguinte, o titular sacar o valor em um terminal de autoatendimento na Capital Federal. Nos EUA, por exemplo, não funcionava assim. A disponibilidade de fundos dependia exclusivamente daContinuar lendo “Eficiência modelar do servidor público”

Cidadã

Maria Lucia Fatorelli é uma daquelas mulheres que todos merecemos conhecer. A Auditora Fiscal da Receita Federal do Brasil tem dedicado sua vida de aposentada à hoje bastante conhecida Auditoria Cidadã da Dívida. A inobservância nos últimos 30 anos de Estado do Artigo 26 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias por sucessivas autoridades de EstadoContinuar lendo “Cidadã”

O capital estrangeiro no Sistema Financeiro Nacional

Em 2016 produzimos estudo sobre a presença estrangeira no Sistema Financeiro Nacional (SFN) e a sua natural obediência ao universo legal brasileiro, bastante alinhado, aliás, às práticas internacionais. Determina a Constituição da República Federativa do Brasil que todo o investimento estrangeiro precisa atender aos interesses nacionais, exceto se feito no sistema financeiro, no qual bastaContinuar lendo “O capital estrangeiro no Sistema Financeiro Nacional”

Banco Central do século 21

Quando em 5 de outubro de 1988 Ulysses Guimarães promulgava no Congresso Nacional a Constituição da República Federativa do Brasil, o sistema financeiro nacional ganhava sua missão cidadã. Das Instituições Financeiras autorizadas a funcionar no país esperavam os constituintes, em nome de todos os brasileiros, que promovessem o desenvolvimento equilibrado do país e servissem aosContinuar lendo “Banco Central do século 21”