Economia da Boa Vida em lugar da Economia da Felicidade

Publicado originalmente em Blog Cidadania & Cultura:
Criador do chamado paradoxo felicidade-renda, ao qual foi conferido seu nome, e pioneiro no estudo da relação entre satisfação pessoal e dinheiro, Richard A. Easterlin chega aos 95 anos, completados em janeiro, batendo na mesma tecla que o inspira desde 1974, quando publicou seu primeiro estudo sobre a…

Índice Geral de Felicidade da Nação

Em extensão de Administração de Sistemas de Informação cursada ainda no século passado, uma aula especial do orientador do curso Sergio Bio demonstrou que o que importava era a felicidade geral da Nação. Fernando Nogueira da Costa colige um conjunto de referências sobre a felicidade individual e social, esta relativa à metade consciente da espécieContinuar lendo “Índice Geral de Felicidade da Nação”

A volta da vida, da alegria, da Independência e da Democracia

A Terra tarda para circundar o Sol, aproximadamente, o tempo que leva para girar 365 vezes em torno do seu próprio eixo. Dessa forma, há múltiplas, mesmo infinitas, possibilidade de se medir o ano. Uma delas é o antigo calendário lunar, que parte de (em algumas horas mais) 5781 giros espaciais atrás. O ano assimContinuar lendo “A volta da vida, da alegria, da Independência e da Democracia”

A felicidade como obrigação

Um antigo e sábio professor, Sérgio Bio, ensinou uma vez que o indicador socioeconômico mais relevante, o único que deve ser considerado, é o IGF – Índice Geral de Felicidade. Aprendi agora com Rita Almeida que felicidade, no entanto, não é sinônimo de saúde mental. Houve um tempo, no Brasil, em que 60% da verbaContinuar lendo “A felicidade como obrigação”