Quem tem fome, tem pressa

Escrevo estas apressadas linhas para registrar que o Brasil amanheceu hoje sem a sanção presidencial ao projeto de ajuda emergencial àqueles que estão e devem ficar em casa. O custo da ajuda mínima é de módicos R$ 14,4 bilhões por mês, algo que qualquer dos dez maiores bilionários do país dispõe para gastar. O programaContinuar lendo “Quem tem fome, tem pressa”

Curar

E as pessoas ficaram em casaE leram livros e ouviramE descansaram e se exercitaramE fizeram arte e brincaramE aprenderam novas maneiras de serE pararamE ouviram fundoAlguém meditouAlguém orouAlguém dançouAlguém conheceu sua sombraE as pessoas começaram a pensar de forma diferenteE pessoas se curaramE na ausência de pessoas que viviam de maneiras ignorantes,Perigosas, sem sentido eContinuar lendo “Curar”

Carreata à italiana

Enquanto “playboys safados”, como disseram os gaúchos ontem em Porto Alegre, buzinam dos seus carros pelo “direito” de explorar as pessoas literalmente até à morte, na ruas da sofrida Itália circulam formações de caminhões militares transportando caixões lacrados. As autoridades daquele país, que já fez seu turno de epicentro da pandemia, se dizem arrependidas deContinuar lendo “Carreata à italiana”

VAI PRA CASA, BOLSONARO

A leitura do excelente libelo de Miguel Manso* em defesa da gente brasileira nos faz entender o porquê da sua afirmação “Esperar que Bolsonaro tome as medidas que o bom senso exige está fora da realidade” é tão verdadeira. E porque não podemos esperar mais para salvar vidas. “É URGENTE COLOCAR O GOVERNO BOLSONARO EMContinuar lendo “VAI PRA CASA, BOLSONARO”

12 Dicas para os tempos de reclusão

Trazemos hoje as orientações da Dra. Márcia Cruz* para estes tempos de isolamento social, necessário à contenção do vírus. Espero que encontrem dicas de utilidade e tenham muita saúde. A pandemia do COVID-19 está nos obrigando a ficar em casa, para evitar a contaminação e disseminação do vírus. Para muitas pessoas, acostumadas a uma vidaContinuar lendo “12 Dicas para os tempos de reclusão”

É o máximo?

O Presidente da República assegurou ontem que está fazendo o máximo possível diante do coronavírus. O recado foi dirigido a dois destinatários. Um deles são os incautos. O que soava como um pedido de desculpas por não ir além foi exatamente um, uma vã explicação ao mercado de que mais couro não conseguiria extrair daContinuar lendo “É o máximo?”

Vamos sair mais unidos

Ao levar alguns suprimentos ao Bom Retiro, necessários para evitar que minha mãe e irmã saíssem de casa – sim, os feirantes e a farmacêutica gentilmente levaram muita coisa até a residência -, deprimiu-me ver o comércio fechado no caminho. A própria José Paulino estava com a circulação de veículos interrompida, já que todos cumpriamContinuar lendo “Vamos sair mais unidos”

Vai comer o quê?

A reação governamental à pandemia viral tem sido no mínimo atabalhoada. É fato que o Brasil de Emílio Ribas involuiu nos últimos anos, apresentando condições sanitárias bem piores do que já vimos dantes. O que propõem os mascarados da foto ao lado? Como planejam fazer com que 210 milhões de brasileiros saiam da crise tãoContinuar lendo “Vai comer o quê?”

Pandemia nos ensina que sem ciência não há futuro

Mais uma vez nos servimos do saber do pesquisador Ergon Cugler*, da USP, que ressalta aqui o papel da ciência em preservar a humanidade viva e avançando na História. Não é demais lembrar que o genoma do vírus foi sequenciado por uma cientista brasileira, da mesma forma que a multiplicação dos testes em 16 vezesContinuar lendo “Pandemia nos ensina que sem ciência não há futuro”