Quarentena inteligente, sabotagem “irresponsável e perigosa”

Fazer planos é pré-requisito essencial para qualquer jornada rumo ao futuro. Já apresentamos o projeto da Fiesp, cujo mérito central consistia em atribuir ao Poder Público a decisão de retomada do convívio social e condicionar à evolução da curva pandêmica e a capacidade hospitalar para tratamento aos doentes a determinação do início do relaxamento.

A modulação proposta pelo Governo do Estado de São Paulo considera exatamente os dois fatores sugeridos não só pelos industriais paulistas mas também estudado internacionalmente pelos especialistas em saúde pública. A marca própria reside no conceito de regionalização da abertura comercial e o seu grau.

Em termos práticos, o que significam essas condicionantes? São Paulo coloca números para classificar as regiões do Estado que podem ampliar controladamente suas atividades econômicas e de lazer:

No Brasil, o número semanal de óbitos supera a 3 por cem mil habitantes. Ainda que no Estado de São Paulo como um todo esteja mais próximo de dois, em Santos supera a 4, com ocupação superior a 80% das UTIs da região e na capital paulista são mais de 8 mortes por cem mil e UTIs ainda mais ocupadas que na Baixada! Se são graves as situações nacional e estadual, mais distante está o início do plano nas regiões metropolitanas da Grande São Paulo e Baixada Santista.

Quando assessores ministeriais comemoram a “concentração de mortes de idosos”, pelos efeitos econômicos que trazem às contas previdenciárias, fica fácil saber porque o Presidente do Brasil é taxado de “irresponsável e perigoso” pela imprensa internacional.

Não é hora de relaxar, mas de aumentar o isolamento social, como mostram os números do Brasil. Isso e o aumento de leitos e respiradores são o único remédio eficaz disponível para tornar mais próximo o dia em que brasileiros, paulistas, paulistanos e santistas voltem a se abraçar em pessoa.

Fontes estatísticas: Uol, Seade e Prefeitura de São Paulo. Reproduzido na Hora do Povo.

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

2 comentários em “Quarentena inteligente, sabotagem “irresponsável e perigosa”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: