A origem da desigualdade, o custo do capital e a manutenção do poder

Gabriel Davi Pierin O portal Raiz Trabalhista traz artigo do professor Gabriel, sintetizador das contradições mais importantes do Brasil de hoje. Ele explica porque “o trabalhador e o pequeno produtor têm dificuldade de empreender e ascender socialmente” e “as desigualdades se mantêm como um projeto de poder e de riqueza nas mãos de poucos”.  OsContinuar lendo “A origem da desigualdade, o custo do capital e a manutenção do poder”

O assalto ao Estado e a reforma administrativa

Nenhum dos 513 Deputados Federais pode alegar desconhecimento dos malefícios da Reforma Administrativa após a audiência pública protagonizada por Maria Lúcia Fatorelli, titular da Auditoria Cidadã da Dívida, cuja íntegra abaixo se dispõe. O projeto de desmonte do serviço público como o conhecemos trará um Estado que não comanda o desenvolvimento nacional nem presta osContinuar lendo “O assalto ao Estado e a reforma administrativa”

A superação da grave crise financeira de Estados e Municípios

Em 19.10.2010 havíamos introduzido o curso ora completo da Escola Nacional de Formação da CTB, ministrado por José Carlos de Assis, economista e doutor em engenharia. Faz boa análise o professor da concentração de poderes e recursos públicos na União, em detrimento dos Estados e Municípios cuja prestação de serviço é mais próxima ao cidadão,Continuar lendo “A superação da grave crise financeira de Estados e Municípios”

Dívida pública paulistana no século 21

Em 2000, a Cidade de São Paulo, a exemplo de outros grandes município e Unidades da Federação, consolidou sua dívida junto à União, por meio do contrato constante das fls. 755 e seguintes do processo 2006-0000625-1, firmado em 2.8.2004, ao albergue da Medida Provisória 1.696-15/00 e Resoluções e Decretos pertinentes. A Lei Municipal nº 12.859/99,Continuar lendo “Dívida pública paulistana no século 21”

R$ 325 bilhões serão transferidos do BC ao Tesouro Nacional

O Conselho Monetário Nacional autorizou a transferência de R$ 325 bilhões das reservas que o Banco Central dispõe como resultado de suas operações de câmbio. Os fundos ficam separados para suportar eventual variação cambial desfavorável sobre o saldo das reservas internacionais do país. O Tesouro queria mais, o BC menos. O que acontece com esseContinuar lendo “R$ 325 bilhões serão transferidos do BC ao Tesouro Nacional”

A SUBSTITUIÇÃO DA DÍVIDA PÚBLICA POR INSTRUMENTOS DE CAPITAL

Fiz as anotações abaixo há dois anos. De lá para cá, caiu o custo médio da dívida (a 8,7%) mas aumentou o estoque de títulos (a R$ 4,25 trilhões). Resultado: os juros pagos continuam os mesmos, extraindo da economia o máximo de ovos, até o limite de tolerância da galinha. O resto é preocupação atualContinuar lendo “A SUBSTITUIÇÃO DA DÍVIDA PÚBLICA POR INSTRUMENTOS DE CAPITAL”