A despesa pré-primária do Brasil

Em seu artigo “A Despesa Financeira é a Zona Morta do Debate Econômico Brasileiro” a economista Mônica de Bolle dá sequência à sua crítica ao fiscalismo que impera no Brasil. Se o teto de gastos só limita as despesas primárias, os juros da dívida sobre elas têm ilimitada prioridade. Veja os principais pontos. O debateContinuar lendo “A despesa pré-primária do Brasil”

Cartão corporativo: Bolsonaro usou dinheiro público para comprar sorvete, cosméticos e R$ 13 milhões em hotéis de luxo

Publicado originalmente em Luíz Müller Blog:
Dos R$ 27,6 milhões gastos, pelo menos R$ 13,6 milhões foram desembolsados em hospedagem, muitas vezes em locais de luxo, contrariando o discurso adotado muitas vezes pelo ex-presidente Imagem: Reprodução Os gastos com o?cartão corporativo?da presidência da República, durante a gestão de?Jair Bolsonaro?(PL), vieram a público revelando…

Qual é a verdadeira despesa primária?

Os manuais de contabilidade pública no Brasil são peremptórios quanto à definição de despesa primária. Na capital paulista, por exemplo, temos: “Também conhecida como despesa não-financeira, corresponde ao conjunto de gastos que possibilita a oferta de serviços públicos à sociedade, deduzidas às despesas financeiras.” Muitos acadêmicos afirmam que essa é a despesa primeira, própria doContinuar lendo “Qual é a verdadeira despesa primária?”

Um pouco mais de três vinténs

A quase centenária Ópera dos Três Vinténs, de Bertold Brecht, traz a personagem Jack Navalha, um veterano ladrão de gado focado então no roubo a bancos. Prestes a mudar de ramo, ele declara solenemente aos seus asseclas: “Afinal, o que é roubar um banco, perto de fundar um?” A cena, da idade da própria conceituaçãoContinuar lendo “Um pouco mais de três vinténs”