Quadrinhos – parte I

A imagem ao lado é da bela obra de Álvaro de Moya, comemorativa dos 50 anos da primeira exposição internacional de quadrinhos no Brasil.

O autor do livro e seus jovens companheiros dos anos 1940 trabalharam uma década até inaugurar a mostra em junho de 1951.

Malditos eram os quadrinhos entre as autoridades brasileiras naquele então.

A tira do rodapé, produzida pela Studioarte trazia “pérolas” de certa intelectualidade:

  • “distrai o espírito do público, desviando dos grandes problemas dos nossos tempos”
  • “não só enfermam o espírito das crianças como a despersonalizam”
  • “a criança perde o interesse pela leitura devido o excesso de ilustrações”

A reação não intimidou os bravos quadrinistas, que encontraram “naqueles comunistas do Bom Retiro” o espaço para expor as pranchas originais que haviam recebido pelo correio de renomados artistas estadunidenses como Will Eisner, que comenta no livro do hemicentenário, Al Capp, Hal Foster e outros pioneiros da ilustração mundial.

O volume dos 50 anos foi-me presenteado por Claudio Campos que, além de prócer da nacionalidade, era fã da arte. Nas suas inesquecíveis palavras, disse-me: “deve ser coisa do seu pai e seus amigos do Bom Retiro”. De fato, o Centro de Cultura e Progresso trazia tudo o que havia de mais avançado à cena paulista na sua modesta sede. Seus dirigentes, imigrantes oriundos do leste europeu, também organizaram desde a modesta sede na Rua José Paulino a solidariedade às vítimas da Segunda Guerra e deram berço à Casa do Povo, já em construção na época.

Editora Ópera Graphica

Nossos agradecimentos e homenagens a Alvaro de Moya, Jayme Cortez, Syllas Roberg, Reinaldo de Oliveira, Miguel Penteado e à diretoria do Centro de Cultura e Progresso pela marcante obra cultural.

A obra V de Vingança foi originalmente desenhada em quadrinhos.

Continua

To be continued… A continuación…

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

9 comentários em “Quadrinhos – parte I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: