Desigualdade da riqueza financeira no Brasil

Somos assinantes do blogue Cidadania&Cultura. E, graças à iniciativa da Associação dos Funcionários do BNDES, tivemos a honra de ouvir ao vivo seu titular, também da Economia da Unicamp, Fernando Nogueira da Costa. O acadêmico explicou que o desenvolvimento capitalista demanda, além de capital, crédito a quem detenha o primeiro. Enquanto este foi farto noContinuar lendo “Desigualdade da riqueza financeira no Brasil”

Mercado de Capitais – possibilidades no Brasil

Já conceituamos o que seja o mercado de capitais, suas possibilidades desenvolvimentistas e especulativas e falamos sobre a ineficácia da dependência de capitais externos. Então, onde encontrar os recursos necessários à criação ou expansão de empreendimentos nacionais, que fomente a economia real? O professor Fernando Nogueira da Costa ilustra que pessoas físicas detém, no país,Continuar lendo “Mercado de Capitais – possibilidades no Brasil”

Mercado de Capitais hoje

Vimos que o mercado de capitais pode ser tanto um mecanismo de financiamento de novos empreendimentos como também mera fonte de especulação financeira. Como ele tem funcionado no Brasil de hoje? Segundo o presidente do Confecon, os investimentos estrangeiros configurariam como um dos pilares do desenvolvimento nacional. Como filosofava o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, seriaContinuar lendo “Mercado de Capitais hoje”

Mercado de Capitais – primário e secundário

Na introdução ao tema falávamos capitalização das pessoas jurídicas e da possibilidade de compra e venda de partes de capital de uma empresa. São, respectivamente, os mercados primário e secundário de capitais. Após a constituição de uma firma, com registro no cartório e na fiscalia e integralização do capital declarado, este só pode crescer medianteContinuar lendo “Mercado de Capitais – primário e secundário”

Mercado de Capitais – uma introdução

É próprio do capitalismo toda pessoa jurídica iniciar suas operações com bens materiais e dinheiro aportados por seus proprietários originais, que compõem o capital da firma. O valor em moeda do capital, a “dívida” da empresa para com os seus donos, é usado para operações atinentes ao fim societário com vista à sua reprodução eContinuar lendo “Mercado de Capitais – uma introdução”