Criatividade e dependência na periferia

Celso Furtado, por Rubens R. Sawaya in Pensamento Nacional-desenvolvimentista, cap. 27 Criatividade e dependência da civilização industrial (1978) […] é uma obra […] surgida da necessidade de refletir e buscar respostas para o problema do desenvolvimento em economias periféricas. Rubens resume a definição furtadiana de civilização industrial, em que a periferia latino-americana penetrou de formaContinuar lendo “Criatividade e dependência na periferia”

O conforto das pessoas é o signo do desenvolvimento

O Centro Celso Furtado tem conduzido debates comemorativos do centenário de nascimento do economista. A marcha a ré que o Brasil engatou nos últimos sete anos exige revisitar a teoria furtadiana para entender e agir na superação do subdesenvolvimento brasileiro. Os convidados de quarta-feira esclareceram que Celso Furtado foi, antes de tudo, um otimista emContinuar lendo “O conforto das pessoas é o signo do desenvolvimento”

Aprender com Celso Furtado

O Centro Celso Furtado comemora o centenário do economista mais estudado do país com uma série de debates ao vivo, renovando suas Políticas para o Desenvolvimento. O tema de terça-feira na Semana Celso Furtado foi o seu livro mais destacado: Formação Econômica do Brasil. Os debatedores foram unânimes quanto à sua atualidade. Como explicou oContinuar lendo “Aprender com Celso Furtado”