Indústria, desenvolvimento e trabalho

Os sete anos de regresso econômico do Brasil – segundo os economistas, foram três anos de recessão, três de estagnação e este de depressão – ficam evidentes quando o assunto é indústria. Os gráficos quadrigêmeos dos indicadores da Confederação Nacional da Indústria (edição relativa a junho de 2020) assim dizem:

De 2014 a 2016 a renda retrocedeu a níveis de dez anos antes e a ocupação caiu ainda mais, mantendo-se estagnados os indicadores até o ano passado. Este ano, sob os efeitos da pandemia, a nova quebra foi mais forte.

Como ensinou Celso Furtado, sem indústria não há superação do subdesenvolvimento brasileiro e há muito trabalho a ser feito, no sentido de revitalizar o setor mais importante da nossa atividade econômica.

Mas nos chama a atenção que nem todos os gráficos da CNI caminham juntos:

Mesmo com a economia em queda, a produtividade da indústria no Brasil cresceu nos últimos anos cerca de 10%, tendência observada desde o início do século. O mesmo não aconteceu com a renda média do operário. Quem absorveu a diferença?

No momento em que a crise se aprofundou, a Usiminas anunciou massiva demissão na ex-estatal Cosipa, em Cubatão, para na sequência resolver retomar a produção que iria descontinuar. A volta dos que saíram ou outros que lhes ocupem lugar certamente fará com que os salários caminhem ainda mais para baixo.

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

4 comentários em “Indústria, desenvolvimento e trabalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: