A riqueza mora em frente à praia

Vamos acompanhar alguns números petroleiros da Bacia de Santos: dos 2,2 bilhões de reais de royalties previstos para São Paulo, 850 milhões cabem aos cofres estaduais. A diferença é dividida entre as cidades litorâneas, com mais de 1 bilhão, e uma cota reservada ao interior, R$ 350 milhões para quase 600 municípios. Pois bem: oContinuar lendo “A riqueza mora em frente à praia”