Riqueza Financeira

A unidade fluminense da Universidade Mackenzie inaugurou o semestre letivo de Economia com aula magna do Professor Doutor Fernando Nogueira da Costa, o conhecido titular do blogue Cidadania e Cultura. O acadêmico da Unicamp abordou aspectos teóricos, históricos e a tomada de decisões práticas a respeito da riqueza financeira.

Para “emancipar” mais alguns “membros da classe trabalhadora”, o professor esclareceu a importância do estudo e do domínio conceitual da economia, antes de passar à parte prática da aula: a tomada de “decisões estratégicas” pelos futuros formandos.

Ele explicou como funciona a alavancagem financeira, lastreada no empreendedorismo, inovações distruptivas e especialmente com a tomada de crédito de terceiros; os riscos do emprestador e, portanto, o preço do dinheiro, de acordo com o comportamento do tomador; o conceito de fragilidade financeira, como a distância entre os fluxos de entrada e de saída monetária de um indivíduo ou empresa; como os banqueiros criam dinheiro e renda, bem como a relação entre os dois respectivos multiplicadores; e o que é anatocismo: a cobrança de juros sobre juros, para além do principal da dívida.

O segundo bloco da aula centrou na história do sistema financeiro. Nogueira da Costa contou como os bancos passaram, em longo processo, de depositários de moeda metálica a uma forma abstrata de crédito: o equivalente universal das mercadorias, popularmente conhecido por dinheiro. A própria arrecadação fiscal dos reinados de outrora foi, gradativamente, substituída pela emissão de títulos de crédito.

Para não ficar atrás, os bancos também passaram a criar suas próprias moedas privadas, muitas vezes fora do controle do Estado.

Sobre o bloco final, em que Fernando ensina os truques para a acumulação financeira, deixamos ao leitor, além das transparências, a recomendação de assistir à aula, que, como explicou, segue a legalidade das regras do jogo.

Apenas observamos que a multiplicação financeira da renda, embora teoricamente tenda ao infinito, não é universal, ficando uns com parte da renda do outro, no final das contas.

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, conselheiro da Casa do Povo, EngD, CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Um comentário em “Riqueza Financeira

  1. Tendo em vista às CENSURAS impostas neste BLOG às análises divergentes, faço apenas nota de pesar em relação à democracia “especial” aqui aplicada.

    PAULO MARCOS

    Curtir

Deixe uma resposta para PAULO MARCOS F COSSA Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: