A supersafra e a fome

O IBGE noticiou a previsão de safra recorde no Brasil este ano, atingindo “263,4 milhões de toneladas, 4,0% maior em 2021 (253,2 milhões de toneladas), crescimento de 10,2 milhões de toneladas”.

A Oxfam Brasil, a seu turno, publicou o novo mapa da fome brasileiro, indicando que “em 2022, 33,1 milhões de pessoas não têm o que comer”. A pesquisa mostra que 58,7% da população brasileira “convive com a insegurança alimentar em algum grau – leve, moderado ou grave (fome)”.

Façamos uma conta simples, com o excedente do produto da terra em relação ao ano anterior.

Se a cada famélico brasileiro for consignado 400 gramas de alimento por dia, aos demais 92 milhões em insegurança alimentar leve ou moderada será possível acrescer outros 158 gramas nas refeições diárias.

Por um ano, que é o ciclo medido da safra.

Sem consumir um grão sequer do equivalente à safra anterior!

Então, por que Bolsonaro e sua equipe não tomaram qualquer providência para cumprir com as suas obrigações com o povo da Nação brasileira?

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, conselheiro da Casa do Povo, EngD, CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: