E daí?

Toda pessoa formada em medicina é, quando do seu registro para o exercício da profissão, chamada a proferir o Juramento de Hipócrates. Uma imensa maioria, à exceção de um Harry Shibata aqui, um Roger Abdelmassih ali, o faz com sinceridade e o preserva por toda uma vida, muito além das suas obrigações laborais.

O ex-Ministro Luiz Henrique Mandetta declarou que levou vários dias para entender como as coisas funcionavam no governo, mas por fim combateu o vírus para salvar o máximo de vidas com as limitadas armas que dispunha. Seu sucessor, Nelson Teich, também levou muitos dias para entender a real gravidade da pandemia, mesmo com pouca atividade buscou alguma consciência do principal problema nacional antes de flexibilizar o isolamento social, como dele cobrava o seu chefe.

Ambos, médicos juramentados, mostraram apreço à vida e à saúde alheia, mesmo com o mau exemplo do Presidente da República.

Não são só os profissionais da saúde que juram defender a vida de todos. Também advogados, para ficar em mais um exemplo, comprometem-se com a ética e os direitos humanos, cujo primordial é à vida. Inclusive o Presidente da República, quando da posse, faz o seu juramento:

“Manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”

Hoje já perdemos 5.466 vidas brasileiras para o coronavírus, mais do que a China, e amargamos o segundo posto, logo atrás dos EUA, em novos e graves casos.

Ao invés de cumprir a lei e promover o bem geral do povo brasileiro pagando, por exemplo, os mais de 30 milhões de auxílios emergenciais para mais gente ficar em casa, o que diz o jurado Jair Messias?

“Eu sou a Constituição.”

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central e do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

2 comentários em “E daí?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: