Enfrentamento da espoliação do Brasil pela remessa de lucros

No ocaso de 1951, Getúlio Vargas prestava contas do primeiro ano de seu governo, lembrando que o queremismo o “reconduziu ao governo” não “para pescar sardinhas”, mas para “fisgar tubarões”. O ano que se encerrava foi marcado pelo saneamento das contas públicas, ao lado do planejamento e o início da execução da intervenção econômica doContinuar lendo “Enfrentamento da espoliação do Brasil pela remessa de lucros”