Petrobras deve muito menos do que a privataria diz

Evolução da dívida da Petrobras

No açodo de vender ativos da maior empresa brasileira, certos arautos da entrega do patrimônio informaram a ainda estatal dever R$ 900 bilhões! Como comprovou o Dieese ao Monitor Mercantil, a dívida líquida da Petrobras atingiu um pico de cem milhões de dólares dos EUA em 2015, pouco menos de R$ 400 bilhões ao câmbio da época.

A dívida líquida é menor que a bruta no valor dos títulos públicos em carteira e investimentos no exterior com duração superior a três meses. Tem estado estável em torno de 80% da dívida total.

Conforme quantificam os petroleiros, o grau de investimento alcançado no segundo governo Lula – e até hoje não recuperado – permitiu à petroleira investir na descoberta e produção do pré-sal com juros menores que a taxa Selic.

Importante notar que entre 2002 e 2010 os investimentos da Petrobrás foram crescentes e representaram, em média, 8,3% do total de investimentos no Brasil. Nos 5 anos seguintes mostraram estabilidade e representatividade semelhante à média anterior. Sob Temer houve declínio, até chegar a medíocres 9 bilhões de dólares dos EUA anuais e representatividade de apenas 3,5% do também decaído investimento nacional.

Com uma direção mais preocupada em gerar lucros para os minoritários no exterior e caixa para o governo pagar mais juros, a trajetória da empresa tão querida se distancia do que é possível e desejável pelo Brasil.

A FUP trouxe detalhada exposição gráfica das finanças da Petrobrás, para mostrar que “os volumes arrecadados com as vendas dos ativos em muito pouco influenciaram na redução da dívida” e resumir:

  1. A dívida da Petrobrás nunca foi de R$900 bilhões e chegou, ao máximo em R$392 bilhões em 2015;
  2. O aumento da dívida da Petrobrás ocorreu para aumentar os investimentos, entre eles no pré-sal e em refino, sendo hoje responsáveis pela alta produtividade e rentabilidade na extração de petróleo e gás e na produção de gasolina e diesel;
  3. A Petrobrás se endividou (e ainda se endivida) a juros baixos;
  4. Nos governos Lula, a Petrobrás puxava os investimentos no Brasil, investindo US$21,2 bilhões por ano, o que era 8,3% dos investimentos do Brasil. No governo Bolsonaro, a Petrobrás tem investido somente US$9,2 bilhões por ano, 3,5% dos investimentos no Brasil.

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, conselheiro da Casa do Povo, EngD, CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Um comentário em “Petrobras deve muito menos do que a privataria diz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: