Covid-19 na Baixada Santista, após três meses de calamidade pública

Embora em queda, a contaminação, internação de doentes e óbitos ainda avançam no litoral paulista. No Estado de São Paulo, a calamidade pública foi decretada pelas autoridades em 20.4.2020.

O isolamento social vinha se mantendo estável entre 45% e, aos domingos, 50%, abrindo a semana alguns pontos abaixo, em razão das novas medidas de flexibilização.

Isolamento semelhante nos municípios da metrópole

Conforme as lições do alpinista equatoriano, os cuidados na descida das curvas precisam iguais ou mesmo mais intensos do que nos tempos da expansão acelerada da epidemia.

Assim, nada justifica andar por aí sem máscara, como fez sábado último um Desembargador de Justiça na areia santista. Afinal, o problema não é só de tomar multa, responder processo administrativo e adoecer, mas principalmente o de colocar vidas alheias em risco.

Se sair de casa, use máscara e mantenha o distanciamento das pessoas. Respeite a Lei, a ciência, sua família, amigos, vizinhos e as autoridades públicas.

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central e do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: