Lições Históricas de 1720

De fato, as recorrentes crises do desenvolvimento capitalista, que lhe são próprias, vêm de longa data.
A tri-centenária história trazida por Jairo Saddi recorda a crise financeira inglesa do início do século 18.

Blog Cidadania & Cultura

Jairo Saddi, Doutor em Direito Econômico pela USP. Pós-Doutorado pela Universidade de Oxford. Bacharel em Direito pela FDUSP. Administrador de Empresas pela FGV-SP, publicou coluna (Valor, 09/01/23) sobre o ano marcante de um dos eventos precursores e frequentes dos tempos atuais: a crise financeira.

Poucos se lembram de que o ano de 1720 marca um dos eventos precursores e frequentes dos tempos atuais: a crise financeira. Foi naquele ano que os mercados de Londres, Paris e Amsterdam (e, com menor impacto, Hamburgo e Lisboa) sofreram um colapso global em razão, principalmente, da South Sea Company, companhia aberta fundada em 1711.

Nascida com o objetivo de financiar a dívida pública da Inglaterra (então de quase incalculáveis £ 9 milhões), que estava em guerra com Espanha e França, Robert Harley, ministro das finanças, e seu aliado e arquiteto de todo o esquema, John Blunt, propuseram uma consolidação da dívida…

Ver o post original 857 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, conselheiro da Casa do Povo, EngD, CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: