Trabalhador público, privado ou aposentado: quem ganha mais?

A Receita Federal publica anualmente os grandes números do Imposto de Renda da Pessoa Física. Os dados mais recentes referem-se ao ano-calendário 2018, declarados ano passado.

Aqui estudamos as rendas de 28 milhões de brasileiros sujeitos ao tributo, excetuando-se dois milhões de microempreendedores individuais, pessoas sem natureza de ocupação definida e as declarações de espólio e pensão alimentícia. Como se verá, o mito de o salário público ser superior ao da iniciativa privada não se sustenta diante dos fatos.

O rendimento anual líquido médio de IRPJ na área privada , já acrescido do depósito no FGTS de um salário por ano aos empregados, foi de R$ 107.165, ao passo que os servidores públicos perceberam R$ 106.869. Já os aposentados tiveram proventos médios de R$ 99.243 em 2018, completando um quadro de equidade entre aqueles que são obrigados à declaração do imposto de renda, já que parcela da aposentadoria é isenta do tributo.

No entanto, os números apresentam importantes diferenças em pelo nos aspectos abaixo.

No setor privado, os capitalistas e empresários recebem mais que o triplo dos seus empregados (R$ 267 x 82 mil anuais), fenômeno classificado na economia como “apropriação de mais-valia”.

Além disso, muitas despesas arcadas diretamente pelos trabalhadores são pagas em nome dos donos de negócios por meio da pessoa jurídica.

A carga tributária efetiva, de 6,6% paga ao Leão, também não é lá muito justamente distribuída:

  1. 9,5% – Servidor Público
  2. 7,8% – Empregado no Setor Privado
  3. 7,5% – Aposentado
  4. 4,7% – Capitalista e empresário

Colaborou Daro Piffer. Mais sobre justiça tributária em Reforma Tributária Solidária e na nossa página de Economia e Finanças.

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: