Introdução do Relatório de Desenvolvimento Mundial 2022

De se notar que, se mais lenta é e de se prever ser a recuperação das economias menores em face das mais desenvolvidas, um a cada quatro países com renda per capta semelhante à brasileira atingiu, em 2021, produção superior a 2019.
O caso hindu desmistifica a falácia de o problema brasileiro ter sido o “fique em casa”. Lá, a economia foi vista depois e a ação mitigadora do Estado foi capaz de prover os mais vulneráveis durante o lock down e avançar rapidamente na recuperação.
Se o pico histórico de retração econômica foi a crise sanitária, em segundo lugar nos 120 anos analisados não foi o período de conflagração aberta entre os países, mas a grande depressão que se seguiu à quebra da bolha especulativa da bolsa de Nova Iorque, de resto crise mais longeva do que se prevê a atual.

Conclusão do Relatório

Blog Cidadania & Cultura

Em 2020, enquanto comunidades ao redor do mundo lutavam para conter a disseminação da Covid-19 (causada pelo coronavírus) e gerenciar os custos humanos e sanitários da pandemia, os governos implementaram uma vasta gama de políticas em resposta à crise para mitigar os piores impactos sociais e econômicos da pandemia.

Em pouco tempo, as restrições à mobilidade, os lockdowns e outras medidas de saúde pública necessárias para enfrentar a pandemia produziram a maior crise econômica global observada em mais de um século, agravada por uma queda na demanda ligada aos efeitos da pandemia sobre o comportamento dos consumidores.

Em 2020, houve contração da atividade econômica em cerca de 90% dos países, o que excede o número de países que vivenciaram declínios semelhantes durante as duas guerras mundiais, a Grande Depressão da década de 1930, as crises da dívida de economias emergentes da década de 1980 e a crise financeira global…

Ver o post original 893 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, conselheiro da Casa do Povo, EngD, CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Um comentário em “Introdução do Relatório de Desenvolvimento Mundial 2022

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: