Alencar Furtado: quando o “talvez” foi uma denúncia

Alencar Furtado completou sua vida em 11.1,2021, após 95 anos de aguerrido combate contra o arbítrio e pela Democracia. Um Brasileiro na história, uma homenagem e o agradecimento pelo exemplo de luta para nós que seguimos.

Blog do Renato

Cearense, que fez carreira política no Paraná, Alencar Furtado merece o reconhecimento do papel combativo que teve por toda sua vida, lutando contra o arbítrio e pela liberdade.

Por Haroldo Lima

As lutas libertárias são integradas e robustecidas por gestos intrépidos e fatos marcantes. Delas fazem parte uma música que arrebatou corações, um grupo que se declarou inconciliável com a tirania, uma frente de luta que descortinou um horizonte novo, ou um discurso metafórico que desnudou tragédias e estremeceu a Nação.

Na época da ditadura, setores resistentes ao regime de força vibravam com esses gestos de alcance histórico. Os que viviam e lutavam na clandestinidade entusiasmavam-se.

Quando Geraldo Vandré lançou no Festival Internacional da Canção, em 1968, no Maracanãzinho, o seu “Caminhando e cantando…”, a explosão de empatia com a música foi imediata, nem Vandré conseguiu moderar a empolgação da multidão pela descoberta do Hino que unificaria a resistência dali…

Ver o post original 559 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central e do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: