Sob o atual governo, indústria terá déficit na balança comercial de US$ 125 bi em 22, diz AEB

Os números aqui foram também visitados por Fernando Nogueira da Costa, que destacou a participação primária na pauta de exportações brasileiras. Na mesma direção, Oreiro mostra como a indústria está em queda no país. Problema que orienta a solução em metas setoriais.

José Luis Oreiro

Especialistas defendem reindustrializar o Brasil. Foto: Agência Brasil

Fruto da desindustrialização no país, a indústria brasileira terá déficit na balança comercial de US$ 125 bi em 2022, o maior da história, segundo projeções da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB).

Os cálculos da AEB têm como base o desempenho de janeiro a outubro deste ano da balança comercial da manufatura. Nos dez meses deste ano, o saldo da balança comercial encolheu 11,7%, para US$ 51,6 bilhões, em comparação com o mesmo período de 2021. A entidade prevê um avanço desta queda para 11,9% no saldo comercial, para US$ 54,1 bilhões.

Dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, apontam que enquanto as exportações nacionais cresceram 19,1% em valores, no período de janeiro a outubro deste ano em comparação ao mesmo período de 2021, somando US$ 281 bilhões, mas a quantidade de produtos exportados (quantidade física)…

Ver o post original 561 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, conselheiro da Casa do Povo, EngD, CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

4 comentários em “Sob o atual governo, indústria terá déficit na balança comercial de US$ 125 bi em 22, diz AEB

  1. Cursos de Especialização não Suprem a Formação do Médico

    Manifesto da Associação Médica Brasileira-AMB

    Mais uma “batalha” para a classe médica enfrentar. A graduação em medicina nos prepara para diagnosticar e tratar 80% das doenças, ficando os 20% para os especialistas. Somos reconhecidos internacionalmente, o que evidenciou ainda mais a nossa experiência e a nossa excelente formação na pandemia do Covid-19 (SARS-CoV-2), no que se refere as pesquisas desenvolvidas aqui, mesmo com a dramática perda financeira das Universidades Federais e também para as pesquisas e pesquisadores, nesses últimos anos. Muitos profissionais da saúde formados em nosso país contribuíram muito em países desenvolvidos. Não devemos admitir o “sucateamento “ da especialização, da residência médica, tão importante para a nossa formação, em detrimento de cursos de “fundo de quintal “.

    #Constituição #Coronavírus #JuramentodeHipócrates #Pandemia #salvarvidas #pesquisas #saúde #covid #medicina

    Curtir

  2. Cursos de Especialização não Suprem a Formação do Médico

    Manifesto da Associação Médica Brasileira-AMB

    Mais uma “batalha” para a classe médica enfrentar. A graduação em medicina nos prepara para diagnosticar e tratar 80% das doenças, ficando os 20% para os especialistas. Somos reconhecidos internacionalmente, o que evidenciou ainda mais a nossa experiência e a nossa excelente formação na pandemia do Covid-19 (SARS-CoV-2), no que se refere as pesquisas desenvolvidas aqui, mesmo com a dramática perda financeira das Universidades Federais e também para as pesquisas e pesquisadores, nesses últimos anos. Muitos profissionais da saúde formados em nosso país contribuíram muito em países desenvolvidos. Não devemos admitir o “sucateamento “ da especialização, da residência médica, tão importante para a nossa formação, em detrimento de cursos de “fundo de quintal “.

    Curtir

    1. São, de fato, muitos os problemas a ser resolvidos depois da jornada destrutiva da coisa nacional destes últimos anos. Não só a indústria, mas também a saúde está com muitas deficiências a sanar, José Renato.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: