Inteligência Artificial

“Como alertam alguns especialistas, o perigo hoje não é que a IA seja mais inteligente que os humanos, mas supor que ela seja, e, consequentemente, confiar nela para tomar decisões importantes.” (Dora Kaufman)

Blog Cidadania & Cultura

Dora Kaufman, Professora da PUC-SP e autora de “A Inteligência Artificial Irá Suplantar a Inteligência Humana?” e “Desmistificando a Inteligência Artificial”, publicou artigo (FSP, 02/07/22) relevante sobre o tema IA. Compartilho-o abaixo.

Cada vez mais difundida, ainteligência artificialtrouxe ganhos expressivos para a sociedade em geral, ao mesmo tempo que provoca receio por questões éticas envolvendo privacidade, discriminação e propagação de mentiras e golpes. É fundamental, portanto, que a sociedade seja capacitada para usufruir de seus benefícios e mitigar os efeitos deletérios.

​Em palestra proferida em 1985, Richard Feynman, prêmio Nobel de 1965 e um dos mais reconhecidos físicos teóricos, debateu temas críticos do campo da IA (inteligência artificial). O diálogo com o público teve início com a pergunta-chave: “Haverá uma máquina que pode pensar como os humanos e ser mais inteligente que os humanos?”.

Para Feynman, as futuras máquinas não pensarão como os seres humanos, da mesma forma…

Ver o post original 1.493 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, conselheiro da Casa do Povo, CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: