Fonasefe: a defesa da sociedade pelos servidores públicos

Se há algo que une quem trabalha na União é a consciência da importância de um excelente serviço público para toda a sociedade, com maior atenção à sua camada mais vulnerável.

É em defesa do Estado e da cidadania que o Fonasefe – Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais – reúne em representantes das mais diversas categorias nesta semana.

Na abertura do seminário virtual, Adriana Stella, da CSP-Comlutas, clamou por um dia nacional de lutas para ampliar o diálogo com a sociedade. Somente o Estado, nesta crise sanitária sem precedentes, é capaz de minimizar os danos da pandemia, esclareceu Pedro Armengol, da CUT. Em que pese a sua desestruturação perpetuada por sucessivos governos, os servidores estão em campo cuidando da saúde e da segurança públicas com o risco de suas próprias vidas.

A deputada gaúcha do PSOL, Fernanda Melchionna, cumprimentou os participantes esclarecendo que não é democrático um país onde 42 milionários agregaram bilhões ao seu patrimônio, enquanto nove milhões de trabalhadores perderam seus empregos. Fizeram-se presentes, em apoio ao serviço público, as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo.

Lideranças sindicais presentes destacaram o caráter autoritário do governo – em um ano e meio foram mais de 130 medidas provisórias e 700 decretos; a precarização do quadro de servidores, em que concursos são substituídos por terceirização e até o setor militar é crescentemente temporário; e o teletrabalho imposto pela crise sanitária tem obrigado ao servidor arcar do seu salário custos que deveriam ser providos pelo Estado.

A desinformação veiculada por um certo Instituto Milleniun, origem e destino de parte substancial da equipe econômica do governo federal não permitiu ao Fonasefe esperar o Seminário para reagir: seu manifesto e a repercussão desproporcionalmente modesta foram tratadas pelo Apito Brasil

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

2 comentários em “Fonasefe: a defesa da sociedade pelos servidores públicos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: