Presidente Jim Jones

James Warren “Jim” Jones ficou famoso por ter suicidado 922 seguidores da seita que fundou, como forma de abreviar a vida terrena e antecipar a ida dos devotos ao “reino celestial”. A tragédia aconteceu em 1978.

No Brasil, são mais de 23 mil casos de Covid-19 confirmado pela pequena testagem feita e 1.355 brasileiros já morreram com o vírus instalado no organismo.

A insigne aglomeração da foto é de 15 de Março, mas se repetiu no sábado, em muitos lugares fechando o trânsito às ambulâncias que tentavam correr para salvar vidas.

Os dizeres, todos sabem, não eram favoráveis à vida e ao isolamento social, antes o contrário têm desejado certos pandiotas e o líder da sua seita, ora Presidente da República Federativa do Brasil.

A propaganda sobre a “gripezinha” e a “mentira do vírus” felizmente não encontra eco entre países civilizados como o nosso e outros vítimas da pandemia.

O isolamento social tem assegurado que a evolução da doença em solo pátrio fique mais próxima da projeção “ótima” – em São Paulo, a curva pandêmica tem sido aderente -, achatando a curva geral e dando possibilidade a mais pessoas serem atendidas pelo SUS e receberem tratamentos mais eficazes, bem como subsistir até a vacina.

O comportamento global ante às determinações das autoridades tem sido exemplar:

Como em Wuhan, nas grandes cidades reduziram-se drasticamente a circulação de pessoas intra e intercidades, reduzindo a carga do sistema de saúde e o número de novas infecções e mortes nos dias seguintes.

Uma das pandiotices que li por aí é de que isolamento é coisa para quem tem geladeira cheia. Ora, pois, é só acelerar a ajuda emergencial que as famílias brasileiras terão todas as condições de ficar em casa.

Juntos vamos vencer a pandemia. Fique bem e fique em casa.

Reproduzido na Hora do Povo.

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: