Vai passar: o Brasil doente que podemos deixar para trás

Portal Factótum Cultural

por Rosângela Ribeiro Gil

Sinais invertidos governam o país. No topo da República, torturadores que se dizem cristãos. As injustiças viram culpa dos injustiçados. Chegamos a sentir na pele os sintomas desse estado doentio. Mas saberemos resistir e virar a página

O diagnóstico não é meu, mas da minha médica após ouvir os meus queixumes de ansiedade, angústia, medo da morte, comilança, vontade de beber vinho além da conta, coceiras que pipocam em várias partes no corpo (mas sem deixar uma marca sequer) e a somatização de uma herpes labial. Os exames clínicos e laboratoriais mostraram resultados normais. Pressão, 13 por 8, dentro da normalidade.

Diante de uma paciente atônita querendo saber o que estava indo de errado com o seu organismo, ela trouxe o diagnóstico numa frase curta: “Você padece de uma doença, hoje, chamada Brasil.”

Saí do consultório ao mesmo tempo satisfeita, mas preocupada. E com um receituário…

Ver o post original 1.307 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, conselheiro da Casa do Povo, EngD, CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: