O empenho de Cuba por paz e estabilidade, desenvolvimento e progresso social

José Reinaldo Carvalho, em Resistência

Estive em Cuba na virada do século, quando não pude aferir qualquer criança fora da escola, menos ainda dormindo na rua. Passadas duas décadas de bloqueio econômico pelos “defensores do livre comércio”, é animador ver a pequena Ilha vacinar 90% da sua população com imunizante próprio.

Neste 15 de novembro, o governo cubano e sua população comemoram recentes feitos, vitórias importantes alcançadas em 2021: o controle da pandemia, a reabertura das escolas, os primeiros sinais de recuperação econômica e a retomada em larga escala do turismo internacional.

Um momento especial, que se soma ao histórico de vitórias da Revolução. Durante 62 anos, desde o triunfo da Revolução dirigida pelo Comandante Fidel Castro, o povo cubano temperou seu espírito de combate enfrentando e vencendo constantes desafios. Sob a liderança do governo revolucionário, construiu, de vitória em vitória, um país socialista, independente, promotor e defensor dos direitos sociais, sob uma concepção de solidariedade, igualdade e justiça. Cuba tem sido exemplar em todo esse percurso na garantia de uma vida digna para seu povo, soergueu uma nova civilização, assegurando plenos direitos à educação, saúde, ciência, cultura, artes e desportos.

Orientado por uma ideologia emancipadora e por arraigadas convicções revolucionárias, o país edificou um sistema político novo, exercido por meio de mecanismos originais de protagonismo popular, uma forma peculiar de realização de um dos pressupostos do socialismo – o povo no poder.

No mundo, Cuba exerceu o internacionalismo, compartilhou o que tinha com os povos irmãos. O mais luzente exemplo disto é a presença do “exército de batas brancas”, que acode sem pedir nada em troca, em países assolados por epidemias e desastres. Durante a pandemia de covid 19 a façanha se repetiu. Não à toa as Brigadas Médicas Cubanas Henry Reeve foram apontadas por organizações sociais estrangeiras para serem agraciadas com o Prêmio Nobel da Paz. (+680 palavras, Resistência)

José Reinaldo de Carvalho é jornalista, editor do Resistência.cc, membro do Comitê Central e da Comissão Política Nacional do Partido Comunista do Brasil e secretário-geral do Cebrapaz – Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: