9 de Maio: esse V que simboliza a vitória…

Ainda não era meia-noite do dia 8 no Brasil quando os Aliados, em 9 de Maio de 1945, liam pela voz do Marechal Zhukov a rendição total dos nazi-fascistas ante à Humanidade.

Marcamos o 75º aniversário com o artigo Vitória!

E neste que coincide com o Dia das Mães, trazemos do Café com História a saga das 73 brasileiras da FEB que, nos hospitais de campanha, sentaram a pua nas hordas inimigas do Brasil e da civilidade. Fiquem com a centenária Capitão Virgínia Portocarrero, pela pena de Cristiane D’Ávila:

“Eram quatro da manhã. Com o pai apreensivo e a mãe aos prantos, ela aguardava na porta de casa, no Rio de Janeiro, o jipe que a levaria para o front na Europa. Virgínia Maria de Niemeyer Portocarrero (1917-) tinha 27 anos e havia se voluntariado para compor o contingente de 67 jovens enfermeiras que ingressaram na Força Expedicionária Brasileira (FEB), na Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Filha e sobrinha de generais, Virgínia cresceu em ambiente militar, entre familiares que participaram da Guerra do Paraguai. Sua trajetória como integrante do Exército na FEB é parte de um processo de mobilização política do Estado Novo de Getúlio Vargas.

Esse processo pensava a enfermagem brasileira como ação de saúde pública impulsionada pelo Estado e tinha como modelo os padrões praticados na Inglaterra e Estados Unidos.

Enfermeiras brasileiras na guerra 

As enfermeiras (67 jovens) que se juntaram às tropas brasileiras da FEB e à Força Aérea Brasileira (seis do Grupo de Caça Aéreo da FAB) rumo à Itália serviram em quatro diferentes hospitais de campanha do exército norte-americano montados em Nápoles, Valdibura, Pisa, Pistoia e Livorno. Somavam 73 jovens, formadas nas escolas de enfermagem do Rio (Anna Nery, Alfredo Pinto (UniRio), Cruz Vermelha Brasileira) e de São Paulo (Escola de Enfermagem da USP). Tornaram-se as primeiras mulheres a ingressar no serviço ativo na história das Forças Armadas no país. (+886 palavras, Café com História)

Em homenagem às nossas heroínas e a todas as mães, compartilhamos o vídeo do Exército brasileiro comemorativo às mulheres da FEB!

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: