FMI à esquerda de Guedes!

Uma geração de brasileiros clamava nas ruas “Fora daqui, o FMI”, símbolo que representava a dependência do estrangeiro para o desenvolvimento nacional.

Não que a politica do Fundo tenha qualquer coisa de progressista, os objetivos do cartel financeiro global eram e continuam sendo proteger o fluxo de capital da periferia para seus donos.

O que espanta na análise de Costa é saber que o Ministro Guedes tem sido “mais realista que o rei”, com uma prática antinacional para além das exigências dos aproveitadores do suor do nosso fronte.

Os dados do FMI, ilustrados na matéria, merecem um reparo: quando falam de autoridades como autoras da flexibilidade fiscal de combate ao vírus e à manutenção da vida, poderiam ser explícitos ao citar o Congresso Nacional, porque mesmo diante da lei a vontade da Administração federal de atender os brasileiros foi aquém de pouca.

Blog Cidadania & Cultura

Sergio Lamucci (Valor, 03/12/2020) informa: o Brasil deve manter o teto de gastos em 2021, mas ao mesmo tempo estar preparado para oferecer apoio fiscal adicional se as condições econômicas se mostrarem mais fracas do que o esperado, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI). A instituição espera uma queda do PIB de -5,8% neste ano e uma “recuperação parcial” no ano que vem, com uma expansão de +2,8%.

A perspectiva de retirada dos estímulos fiscais é um dos fatores que vão restringir o consumo, ao lado dos efeitos persistentes da crise de saúde, diz o FMI. O investimento, por sua vez, tem a grande capacidade ociosa e a incerteza elevada como entraves.

No seu relatório anual sobre a economia brasileira, divulgado no início de dezembro, a diretoria- executiva do FMI cumprimenta as autoridades do país pelo compromisso de preservar o teto de gastos como uma…

Ver o post original 2.359 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: