Homo Socialis: Auto Interesse ou Altruísmo

Conhecemos Cidadania&Cultura por indicação de um amigo e desenvolvemos confiança no seu conteúdo em razão da reputação aos nossos olhos construída por seu autor, o generoso professor titular da Unicamp, Fernando Nogueira de Castro.
É por essa forma de relacionamento social que ele começa a série de artigos (já apareceeram Homo Incitatus e Homo Jurídicus) de análise da obra do Nobel de 2014 Jean Tirole: A Economia do Bem Comum.
É atualíssimo notar como práticas coletivas de má reputação social, como a disseminação de vírus em tempos de limitação dos meios de tratamento de doentes, podem levar indivíduos à má conduta ou, se não for o caso, atribuir-lhes reputação antissocial no grupo maior, nacional.
Ele conclui esta parte com o fenômeno da histerese. Deixemos ao leitor entender do que se trata:

Blog Cidadania & Cultura

Segundo Jean Tirole  (1953- ), ganhador do Prêmio Nobel de Economia 2014, por análise do poder e regulação de mercado, em seu livro Economia do bem comum (1ª.ed. – Rio de Janeiro: Zahar, 2020), no coração da vida econômica e social está a confiança. Obviamente, nem sempre é necessária.

A invenção do dinheiro, por exemplo, simplificou a mecânica da troca. Desde quando possamos verificar a qualidade de um bem, o compramos de um estranho por dinheiro. Se não podemos verificar a qualidade dos produtos antes da compra, podemos confiar no mecanismo de reputação: voltamos a um comerciante com quem estamos satisfeitos ou vamos a um comerciante que deu toda a satisfação a um amigo; o comerciante entende esse mecanismo e fará todos os esforços para criar e manter uma clientela.

Em suas análises comportamentais, os pesquisadores estão interessados ​​em confiar nos outros. Em termos econômicos, formalizamos simplesmente essa noção. É…

Ver o post original 689 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: