Said Halah, advogado

Com informações do Migalhas e do Estadão

Na manhã de 21.2.2022 completou sua vida o advogado Said Halah, após pouco menos de 92 anos de contribuição à Justiça brasileira.

Decano da advocacia local de Ribeirão Preto/SP, Said Halah presidiu a subseção da OAB nos períodos de 1981/1983 e 1983/1985, tendo ocupado diversos cargos e postos na instituição, como vice-presidente, tesoureiro, membro da comissão de seleção, membro das câmaras de ética e disciplina e conselheiro seccional da OAB/SP por duas vezes.

“Generoso e sábio”. Esses são dois adjetivos que o Eng. André usou para descrever seu pai, o decano da advocacia em Ribeirão Preto. Durante tantos anos de dedicação ajudou muita gente e foi objeto de muitas homenagens inesperadas.

Advogado desde 1960, já defendia pessoas antes mesmo de formado. Sua generosidade se expressava na forma como atendia a todos, especialmente os menos favorecidos financeiramente.

Antes de 1964 foi vereador pelo Partido Comunista e não poucas vezes foi preso pela ditadura. Sua luta diuturna provocou uma inusitada agressão por um procurador de Justiça, em pleno juízo, há sete anos.

Uma mostra de sua combatividade está registrada no Migalhas (2005):

“Quem for isento de culpa atire a primeira pedra. Quem não sabe da existência dessas falcatruas que as CPIs dos Correios e Mensalão ensaiam apurar? Nem vereador de Santo Antônio dos Anzóis, desconhece a existência de caixa “2” nas campanhas eleitorais, custeadas pelas empresas interessadas nas obras e serviços públicos, custo afinal suportado pelo sacrificado povo. Urge que se modifiquem as regras eleitorais para impedir esta prática. Qualquer despesa excedente da verba pública igualitária para qualquer candidato, deveria ser punida com a cassação do registro da candidatura, além de prisão em regime fechado. O momento da anunciada pizza, não obstante se presta para que conquistemos este tipo de legislação eleitoral.”

O Movimento Sem Terra (MST), que recebeu o seu apoio quando se instalou em Ribeirão Preto, assim resumiu a obra de Said: “Era um ser humano indignado com as injustiças e com a existência de tanta ganância”.

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: