34ª Bienal: Faz escuro mas eu canto

Performance no The Centre for the Less Good Idea, Johannesburg, 2019. Foto: Stella Olivier. Cortesia da artista e The Centre for the Less Good Idea

Uma vez por mês, os artistas da 34ª Bienal de São Paulo abrem seus ateliês e falam sobre sua trajetória, as obras que estão produzindo para a Bienal e suas pesquisas atuais a partir de perguntas e provocações colocadas pela equipe curatorial.

A artista do mês é Marinella Senatore!

Com uma formação em arte, música e cinema, Marinella Senatore trabalha principalmente com grandes instalações, workshops colaborativos e performances no espaço público. A 34ª Bienal de São Paulo receberá um dos seus principais projetos, The School of Narrative Dance [Escola de dança narrativa]. Iniciada em 2012, a escola já passou por mais de 23 países, impactando cerca de seis milhões de pessoas. O projeto se molda para antender as necessidades de cada grupo e local, promovendo um modelo de ensino com base na linguagem corporal, troca de conhecimentos, experiências e técnicas de movimento, dança e teatro. Para Marinella, o objetivo é entender melhor como engajar e promover justiça social por meio da participação de comunidades muito diversas – “a obra para mim não é apenas a restituição final, mas também o processo. E ele é feito de vozes, som, histórias, narrativas, memórias, memórias coletivas, histórias compartilhadas, crônica, história, questões políticas e sociais” – afirma.

No site da 34ª Bienal, você pode saber mais sobre sua trajetória e ver imagens de suas obras. A participação da artista é apoiada por Italian Council, Directorate-General for Contemporary Creativity, Italian Ministry of Culture.

No site da 34ª Bienal, você pode saber mais sobre sua trajetória e ver imagens de suas obras. A participação da artista é apoiada por Italian Council, Directorate-General for Contemporary Creativity, Italian Ministry of Culture.

Oferecimento: Ministério do Turismo, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Fundação Bienal de São Paulo e Itaú

Imagens da divulgação do evento

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, conselheiro da CNTU e Aguaviva, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Foi presidente regional e diretor nacional do Sinal. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: