Modelo econômico de “circulação dupla” na China: Regulação da Exportação de Tecnologia de Inteligência Artificial

Por ocasião do 71º aniversário da República Popular da China o economista e professor Fernando Nogueira da Costa reúne em um post duas instigantes medidas anunciadas pelo governo chinês: o controle das exportações de tecnologia de inteligência artificial e a circulação dupla na economia: internacional e doméstica.
A primeira delas é medida soberana, dada a importância de TI não só na animação das coisas, mas no enfrentamento militar pela hegemonia global, para além da esfera econômica.
A outra medida parece a Fernando contraditória entre si, e aí reside a beleza do tema: como aumentar a circulação interna sem abrir mão do crescimento das exportações parece um enigma e um desafio do tamanho da China.
Ao cumprimentar o povo chinês, vejamos o que se sabe a respeito:

Blog Cidadania & Cultura

Eva Xiao e Liza Lin (Dow Jones Newswires, 31/08/2020) informam: a China impôs novas restrições às exportações de tecnologia de inteligência artificial. Elas podem complicar a venda das operações do TikTok nos EUA, ao mesmo tempo em que intensificam a disputa tecnológica entre as duas maiores economias do mundo.

Os ministérios chineses encarregados do comércio e da ciência e tecnologia divulgaram as novas restrições para tecnologias de computação e processamento de dados e de análise de texto, recomendação de conteúdo, modelagem de fala e reconhecimento facial e de voz.

As tecnologias incluídas na lista não podem ser exportadas sem uma licença das autoridades locais de comércio. As novas restrições podem causar entraves nas negociações entre a empresa chinesa de tecnologia ByteDance e compradores em potencial, já que a proprietária do TikTok enfrenta pressão da Casa Branca para vender rapidamente as operações americanas do popular aplicativo de compartilhamento de vídeos ou…

Ver o post original 1.398 mais palavras

Publicado por Iso Sendacz

Engenheiro Mecânico pela EESC-USP, Especialista aposentado do Banco Central, diretor do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central e do Instituto Cultural Israelita Brasileiro, membro da direção estadual paulista do Partido Comunista do Brasil. Nascido no Bom Retiro, São Paulo, mora em Santos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: